Café Alentejo é uma orgia gastronômica em Évora

A indicação do amigo Bruno, lá da Enoteca Cartuxa, tinha muito fundamento. Perguntei a ele sobre algum restaurante local que servisse uma boa comida alentejana e ele nem pensou muito: Café Alentejo.

Muito bem ranqueado e comentado no Trip Advisor, não poderia deixar de ir. Sim, tomo lá minhas precauções pra não correr muitos riscos na hora de escolher os lugares para comer, mas isso vocês já sabem.

O Café Alentejo fica próximo ao largo principal do Centro Histórico de Évora, a Praça do Giraldo. É bem central mesmo e não tem chance de errar o caminho, apesar das ruas estreitas de Évora.

Chegamos lá com mesa reservada, apesar de não estar lotado, o restaurante estava com bastante gente. Fomos logo acomodados à nossa mesa. O Café Alentejo não é bem um café, é mais um restaurante com uma bela adega, diga-se de passagem. As fotos mostram bem isso.

 

Os pedidos

O menu do Café já induz você a pedir as especialidades da casa, pois tem uma página dedicada a isso. Para quem chega de fora e não conhece é uma bela ajuda. Até porque, normalmente, esses pratos são sempre os que tem os ingredientes mais frescos, pois são os que mais saem. Enfim, essa é a minha lógica. Há quem pense diferente, acredito.

De entrada pedimos dois bolinhos de bacalhau (aqui é bolinho mesmo e não pastel) e uma chamuça (pois a Carol ficou fã dessas iguarias).

No menu, dois pratos me encantaram pela descrição e pelo nome. O rabo de boi na redução de vinho tinto e o melhor bife da praça (ou algo assim). Fiquei com o rabo de boi e foi uma das melhores escolhas que já fiz na vida. Estava fenomenal. Veio acompanhado de um arroz e acabei roubando uns chips da Carol. Ela estava com pouca fome e pediu um pica-pau (picadinho de carne) com fritas e estava excelente também e muito bem servido para uma entrada ou acompanhamento.

 

O vinho e a sobremesa

Para harmonizar esse festival de comida alentejana, um vinho da região, o Marquês de Borba Colheita tinto, 2016. Um dos meus preferidos em Portugal. Encontra-se ele em todos os supermercados do país por preços que vão de 4 a 6 euros, sensacional.

No entanto, as sobremesas foram bem distintas: dois pudins. Não distintas entre si, mas no sabor. Pedi o pudim de queijo e estava sensacional. Suave, leve, molhadinho e muito saboroso. Carol foi no embalo do pudim de azeite e a consistência não estava das melhores. O sabor estava bom, mas acho que foi um pouco de gelatina a mais na receita. Teremos que reexperimentar.

 

O lugar

O ambiente é bem simples, colorido e acolhedor. Lembrou muito, pelas cores, aquelas cantinas italianas onde passamos grandes almoços de domingo ou jantares com muito vinho e comida até dizer chega.

Além disso, Pra quem quiser dar uma caminhada depois do jantar ou dos almoços, o Centro Histórico está todo na volta. Perde-se pelas ruas de Évora, suas relíquias históricas, igrejas e lugares pitorescos como a Capela dos Ossos. Não deixem de ir até lá. Ao lado tem sempre uma exposição de arte sacra que também vale muito a pena.

 

A conta

  • 2 bolinho e chamuça €3,00
  • Pica-pau €8,50
  • Rabo de boi €16,50
  • Marquês de Borba Colheita €12,80
  • Pudim de queijo €4,60
  • Pudim de azeite €3,90

Total: €52,80

Café Alentejo
R. do Raimundo 5, 7000-661 Évora, Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

6 + dezenove =