Delícia de Arroios para saborear a comida portuguesa em Lisboa

O Delícia de Arroios estava há tempos na minha lista de desejos para encontrar em Lisboa. Por ser perto de casa, por ter um menu interessante e por ser barato. Só isso já serve de desculpa para sair de casa e ir ao encontro da boa mesa portuguesa, com certeza.

Diziam as referências que domingo o lugar enche. Pois era um domingo de muito sol, dia lindo em Lisboa. Peguei a câmera e, ao meio-dia, fui até lá.

Normalmente o pessoal almoça mais tarde por aqui em relação ao Brasil. Antes das 13h nem pense em convidar um português para almoçar. Aliás, tem lugares que só abrem a partir da uma hora da tarde. É assim mesmo.

O Delícia de Arroios abre meio-dia, portanto, seria óbvio que chegaria lá e o restaurante estivesse ainda vazio. Estava, realmente. Só que estava demais. Nem os garçons haviam chegado, acreditam?

Entro e converso com duas senhoras, cozinheiras (acho até que donas do lugar, estavam sentadas à espera do pessoal do salão). Me dizem para aguardar que eles estavam a chegar. Pronto! Me sento e aguardo, faz parte do ritmo mais lento e descompromissado dos portugueses. Eu gosto disso, menos stress, de verdade!

 

As delícias de Arroios

O atendimento tardou, mas foi excelente. O André (garçom) me tratou muito bem e não me deixou esperando por mais nada. Vieram o couvert e um vinho branco da casa. Um adendo aqui: o vinho da casa em jarra de 1 litro custa apenas 3 euros. Isso mesmo, 3 euros por 1 litro de vinho de ótima qualidade.

Estava em dúvida do que escolher. Quando isso acontece, costumo pedir algo inusitado, diferente. Foi então que vi o Cabrito a Padeiro. É este mesmo!

É um meio assado, meio cozido de cordeiro, acompanhado de batatas assadas. Como estava louco por umas batatas fritas, pedi diferente. Estavam ótimas. Ainda vem uma couve cozida muito saborosa e que combina muito com o prato.

Voltando ao cabrito, estava divino. Tempero de casa, feito pela vó. Não a minha, mas alguma avó portuguesa que sabe como cozinhar. E o melhor de tudo, veio sem coentros! Obrigado, Senhor!!!

 

O lugar

O restaurante é muito simples e pequeno. Cabem umas 30 pessoas, no máximo. Tem um deck muito agradável na calçada, mas como as pessoas costumam fumar muito por aqui, prefiro ficar na parte interna, onde o hábito é proibido.

 

A sobremesa, um capítulo à parte

Perguntei ao André o que ele recomendava dos doces do restaurante. Ele me falou de dois em especial: a torta de ovos com amêndoas e a de chila (abóbora) com nozes. Vocês não têm noção da delícia que eram ambas. Mas a de chila roubou meu coração pra sempre. Tenho que voltar ao Delícia de Arroios para comer novamente e experimentar tudo no cardápio, pois, pela qualidade e preço, é um lugar onde dá pra se comer todos os dias.

A conta pode não parecer barata, mas eu realmente fui muito bem servido. Comi duas sobremesas, tomei dois vinhos e dois cafés. Quase comi por dois, ou seja, saiu muito em conta.

A conta

  • Couvert 1.50
  • 2 Copos de vinho 3.00
  • Cabrito a Padeiro 11.00
  • Doces 3.00
  • 2 Espressos 1.60

Total 20.10

Delícia de Arroios
Rua de Arroios 137, 1150-053 Lisboa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 8 =