O Mercado de Campo de Ourique e seus sabores

Já é fato que tenho uma lista de lugares pra visitar, provar e experimentar que não acaba mais, né? Pronto (como dizem cá os portugueses). Nada como poder conhecer vários lugares em um só. É isso que é o Mercado de Campo de Ourique. Um misto de mercado com restaurantes e lojinhas pra gente se esbaldar e curtir várias coisas sem caminhar muito. Afinal, não tem que ficar subindo os morros intermináveis de Lisboa pra ser feliz.

Como estou sempre em busca de lugares um pouco fora do eixo mais turístico/comercial fui pela indicação de amigos neste mercado específico. Tem de tudo. Peixes pra levar ou pra comer na hora. Carnes, da mesma forma. Os restaurantes ficam em torno de uma praça de alimentação. Mas nada muito grande. Os restaurantes são em formato “pocket”, bem pequenos e servem, cada um, as suas especialidades.

Depois de um passeio minucioso por todos os cantinhos do Mercado, escolhi o Chef do Mercado para fazer o pedido. Magret de Pato com molho de laranja e mel, salada e batatas fritas. O Pato estava muito bem feito e saboroso. Macio e suculento, como deve ser.

Estava acompanhado de uma amiga. Quase local, está a morar em Lisboa desde o ano passado. Já conhecedora da cidade, olhou uma salada linda com rosbife e nozes e se encantou. E já está.

Pra beber, uma escolha bem mais fácil: um vinho verde Azevedo (castas Loureiro e Alvarinho). Uma paixão nacional, pelo visto. Nacional do Brasil, pois muitos amigos se manifestaram apaixonados pelo Alvarinho (casta típica da região do Minho, norte de Portugal). Assim como nós dois. Ah, o vinho foi pedido em outro estabelecimento, o Wine Bar em que você também pode consumir no local ou levar vinhos incríveis pra casa.

Depois de um bom tempo à mesa, do final do vinho e de muitas histórias compartilhadas, chegou a hora do café e da sobremesa. A amiga estava comportada e ficou só no café. Já eu… Nem preciso dizer. Fui direto na Depois (isso mesmo, o nome da confeitaria, bem sugestivo) e pedi uma torta de nozes com ovos (óbvio). Estava muito boa, de verdade.

Além do ambiente do Mercado ser muito agradável, o lugar permite essa integração de todos os espaços e restaurantes. Comi em um estabelecimento, peguei o vinho no outro, o café em outro e o doce num quarto. Nenhum lugar vende o mesmo que o outro. A doceria não tem café. O restaurante não vende vinhos. Um complementa o outro e todos ganham e podem ser pequenos.

A localização do Mercado de Campo de Ourique é privilegiada. Tem parques lindos bem próximos (como o da Estrela), uma das igrejas mais belas que já visitei, a Basílica da Estrela, ao lado do bairro mais chique de Lisboa, o Chiado.

Depois do almoço, digno de um domingo (mas era um sábado), caminhar era uma obrigação e conhecer os bairros vizinhos foi um encanto. Ainda não havia percorrido o Chiado nem o Bairro Alto. Lugares bem turísticos e onde se encontram os principais restaurantes lisboetas (e mais caros também, mas tem pra todos os bolsos e estilos).

A conta

  • Pato 12.5 €
  • Salada com rosbife 12.5 €
  • Vinho Azevedo 14 €
  • 2 cafés 1.5 €
  • Torta de ovos com nozes 3.5 €

Total = 44  (duas pessoas)

 

Mercado de Campo de Ourique
R. Coelho da Rocha 104, 1350-075 Lisboa, Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

5 × 2 =