Vegetariano com tempero oriental no PSI em Lisboa

Os vegetarianos e veganos que me desculpem, mas carne é fundamental. Mas nem tanto. Era só pra chamar a atenção mesmo. Aliás, um bom exemplo disso são os excelentes restaurantes amigos dos animais espalhados por Lisboa. O PSI é um dos mais conhecidos e estilosos. Ademais, as fotos e os sabores mostram o porquê.

A princípio, não sou adepto do não-consumo de carne. Ao contrário. Não acho crueldade com os animais. De fato tenho muito respeito e agradeço àquela vida que foi sacrificada para alimentar uma ou várias pessoas. No entanto, o que sou à favor é de um consumo mais consciente. Todavia na produção de carne. Ademais, é a indústria da carne é a que mais polui no mundo atualmente. Isso sim, precisa ser repensado. E até porquê, como diz minha amiga Franciele Reche, comer é um ato político. Isto é a mais pura verdade!

 

O lugar

Bem, dá até vergonha dizer que moro ao lado do PSI e levei mais de 4 meses para experimentar seus sabores. Ele fica dentro de uma praça pública, o Jardim da Paz, e conta com um conjunto de dois salões, uma tenda envidraçada e uma casa de chás com decoração em estilo indiano.

A decoração com velas à noite sempre me chamaram a atenção. Clima intimista e romântico também. Dá uma sessão de fotos bem interessante. Mas enfim, não estamos aqui para só fotografar, vamos ao que interessa.

 

Os pratos

Pedimos duas entradinhas que, pra mim, foram as estrelas da noite. Uma chamuça de queijo e azeitonas e almôndegas de lentilha com marissa. Essa última estava sensacional. Queria saber fazer em casa. Ela combina com tudo, é fritura (adoro) e muito saborosa. Para acompanhar, uma limonada maravilha (com hortelã, alecrim e outras especiarias).

De prato principal fui no shakshuka (um molho de tomate com especiarias, ovo cozido e rúcula), estava bem bom. Vem num prato fervilhando quando chega na mesa. Carol foi no Dan Dan Noodles (macarrão de abobrinha com brotos, cogumelos e curry). Ambos os pratos muito bem servidos e bem gostosos. Mas, tem sempre um mas, não é do tipo de comida que estou acostumado. Temperos muito diferentes pro meu paladar e tal.

Carol pulou a sobremesa e foi direto no chá. Eu pedi um mousse do deserto (creme de doce de leite, creme e farofa de castanhas). Bem gostoso.

 

A experiência

Preciso voltar lá e experimentar outras coisas. É tudo muito bem feito e o atendimento é espetacular. De verdade. O charme do ambiente convida a gente a entrar ali todos os dias. Menos aos domingos, quando não abre.

 

A conta

  • Almôndegas €3.80
  • Chamuça €2.90
  • Limonada €3.60
  • Noodles €11.90
  • Shakshuka €12.90
  • Mousse €3.40
  • Café €0.90
  • Chá €2.60

Total: €42,00

 

PSI
Alameda Santo António dos Capuchos, 1150-314 Lisboa, Portugal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

cinco × 2 =